Artículo de Investigación e innovación

O corpo em Dogville. Nos limites da razão entre graça e sacrilégio

Artículo principal

Renato Izidoro da Silva
Eduardo Galak
Fabio Zoboli
Publicado dic 3, 2018

Resumen

Este ensaio apresenta como objeto de investigação o corpo sob a égide da relação entre sacrilégio e graça no filme Dogville, a partir das interações dos personagens Tom, Grace e o Cão Moisés, na articulação com a Cidade onde acontece a trama. A hipótese que se assume no texto é de que as tensões na película entre sacrilégio e graça balizam sentidos sobre a razão, a violência e o corpo organizados a traves de um roteiro onde a estrutura relacional dos personagens se dá despojada de moralidade externa à cidade profanada das paredes que separam o próprio do estranho, o interior do exterior. Deste modo, lançamos a proposição teórica de que em Dogville o exercício da razão do personagem Tom consiste em um sacrilégio recaído sobre o corpo por meio da violência dissimulada, disfarçada de bondade e de alteridade, diante das atrocidades da Cidade que grita um silencio atroz.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Detalles de artículos

Cómo citar
Izidoro da Silva, R., Galak, E., & Zoboli, F. (2018). O corpo em Dogville. Nos limites da razão entre graça e sacrilégio. MEDIACIONES, 15(22), 42-55. https://doi.org/10.26620/uniminuto.mediaciones.15.22.2019.42-55
Sección
Investigación e innovación
Biografía del autor

Renato Izidoro da Silva, Universidad Federal de Bahía

Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia – UFBA. Professor do Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Cinema e Narrativas Sociais (PPGCINE) e do Programa de Pós-graduação em Edacação (PPGED) da Universidade Federal de Sergipe – UFS. Coordenador do grupo de pesquisa “Corpo e política”

Eduardo Galak, Universidad de La Plata

Doctor en Ciencias Sociales por la Universidad Nacional de La Plata (Argentina). Investigador del CONICET. Profesor de la Facultad de Humanidades y Ciencias de la Educación (UNLP). Coordinador del grupo de investigación Colectivo de Estudios sobre Política, Educación y Cuerpo (IdIHCS-UNLP/CONICET).

Fabio Zoboli, Universidad de La Plata

Pós-doutor em “Educação Corporal” pela Universidad Nacional de La Plata – UNLP/Argentina. Doutor em Educação pela Universidade Federal da Bahia – UFBA. Professor do Departamento de Educação Física e do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGED) da Universidade Federal de Sergipe – UFS. Membro do grupo de pesquisa “Corpo e política”.